Blog


Farmacinha caseira parte I

Você não precisa ter um verdadeiro kit de primeiros socorros em sua casa, mas é recomendável que você tenha sempre alguns medicamentos de uso comum em casa caso precise usá-los.

Conheça os principais cuidados com a farmacinha caseira!

Uma questão básica é que a farmacinha deve ficar longe do alcance de crianças e animais, também tem que ficar longe de ambientes quentes e úmidos e com luz solar, pois esses fatores podem deteriorar os componentes presentes nos medicamentos. Portanto nada de guarda-la na cozinha ou no banheiro.

Quanto ao recipiente onde serão guardados os medicamentos, o ideal e uma pequena maleta plástica com tranca se possível, mas tomando os devidos cuidados até uma caixa de sapatos pode ser usada. O importante e guardar o medicamento dentro da caixa original e coma bula. E sempre bem fechado.

Mas o que devemos manter em nossa farmacinha?

Algo que quase ninguém se lembra de ter na farmacinha uma relação de telefones de emergência, como o corpo de bombeiros, a polícia e ambulância e mesmo outros números importantes como o telefone do trabalho ou celular, etc. isso sempre é uma boa ideia.

Também podemos ter medicamentos e itens para pequenos curativos:

Anticépticos e líquidos bactericidas como: aqueles à base de clorexidina, água oxigenada 10 volumes e tintura de iodo;

Curativos adesivos para machucados;

Esparadrapo;

Embalagem pequena de gaze;

Um rolo de atadura;

Tesoura afiada pequena para cortar a gaze;
uma pinça para retirar ferrões e espinhos;

Soro fisiológico para lavar o ferimento;

Algodão esterilizado;

Álcool 70% ara esteriliza alguns itens.

Medicamentos para dor e febre:

Para cólicas menstruais;

Para febre, sendo de uso adulto infantil e pediátrico (sempre com prescrição médica).

Para dores musculares;

Para dor de cabeça.

No nosso próximo artigo daremos continuidade falando sobre o que não deve ter na farmacinha e o que fazer com os medicamentos que sobraram. Até lá.



Criação: Central Click Marketing Digital